segunda-feira, 31 de março de 2008

Viagem a Sibiu

Tínhamos um dacia logan de 7 lugares
Tínhamos o Rudi sem dormir
Tínhamos 4 pessoas disponíveis para passear
Tínhamos seguro
Tínhamos condutora
Tínhamos a Mafalda Veiga à falta do “vorbe” na Magic FM
Tínhamos alguém que quando fuma fuma
Tínhamos um “olha tão giro, tirem fotos”
Tínhamos uma prisão em Pitesti (onde se faziam coisas muito “feias” como banhinhos de xixi) para não visitar
Tínhamos um Centro Comercial do melhor que pode haver

Tínhamos uma cidade fabulosa à nossa espera
Tínhamos a prometida comemoração dos 4 meses fora
Tínhamos uma mica-mare-cama-bina, fuorte bina
Tínhamos alguém que não ressona a roncar a noite toda
Tínhamos o village museum mais bonito de sempre à nossa disposição
Tínhamos um înainte de costas Tínhamos o ken lee
Tínhamos uma viagem em 3 abrir e fechar de olhos
O que é que nos faltava para ter um fim-de-semana simplesmente fabuloso? Faltava-nos o 5º elemento, mas ainda assim foi MUITO BOM!


6 comentários:

Simãozinho, o Bife disse...

É essa Roménia que eu também tenho que conhecer :P

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Deixem jogar o Mantorras disse...

Epa, andas muito poetica...e fizeste-me lembrar este grande poema do grande António Gedeao.

Poema do Fecho éclair

Filipe II tinha um colar de oiro
tinha um colar de oiro com pedras
rubis.

Cingia a cintura com cinto de coiro,
com fivela de oiro,
olho de perdiz.

Comia num prato
de prata lavrada
girafa trufada,
rissóis de serpente.

O copo era um gomo
que em flor desabrocha,
de cristal de rocha
do mais transparente.

Andava nas salas
forradas de Arrás,
com panos por cima,
pela frente e por trás.

Tapetes flamengos,
combates de galos,
alões e podengos,
falcões e cavalos.

Dormia na cama
de prata maciça
com dossel de lhama
de franja roliça.

Na mesa do canto
vermelho damasco
a tíbia de um santo
guardada num frasco.

Foi dono da terra,
foi senhor do mundo,
nada lhe faltava,
Filipe Segundo.

Tinha oiro e prata,
pedras nunca vistas,
safira, topázios,
rubis, ametistas.

Tinha tudo, tudo
sem peso nem conta,
bragas de veludo,
peliças de lontra.

Um homem tão grande
tem tudo o que quer.
O que ele não tinha
era um fecho éclair.

Anónimo disse...

Attention! See Please Here

Anónimo disse...

See Please Here

Janeca disse...

Sibiu pareçe-me muito giro mesmo! Diverte-te minha irmã...:)!***