quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

LULA SA - serviços de estafetagem, compras e tudo e tudo e tudo



Desde que trabalho que me queixo do que faço. Acho mesmo que não é por nao gostar, mas antes por achar que podia ser melhor. Quando vim para esta terra, pus as mãos à cabeça com o que ia fazer "vou comprar agrafadores e micas". De facto, não foi o que sonhei para mim (mas também não me lembro muito bem desse sonho)

Desde que cá estou tenho feito muitas coisas que, um dia, me atreverei, orgulhosamente, a por no meu CV.

Serviços de estafetagem

Comecemos pelos serviços de estafetagem. Tornei-me numa moça de recados. Já fui a poşta româna, que é como quem diz aos correios. Lá encontrei uma séria de gente simpática e velhinha, infelizmente não foi atrás do balcão. Aí encontrei 3 jovens e trombudas. Felizmente havia uma, que embora não falasse inglês (e provavelmente nem romeno fala, porque não lhe ouvi qualquer tipo de som), entendia. Lá enviei mil cartas, com aviso de recepção. Safei-me.

Compras

Outro dos meus trabalhos é arranjar um fornecedor de economato - forma pomposa de dizer lápis e agrafadores. Significa, que das propostas que recebi (e não em resposta aos mails por mim enviados), tenho de fazer um "cabaz" comparável e seleccionar um fornecedor. Simples, nada de estranho. O grave problema não está no cabaz mas nos produtos romenos que estão dentro deles - capses, capsatores, harties, folies, plics, enfim, todo um manancial de coisas que espero serem precisas para se trabalhar num escritório.

Asseio

Uma empresa quer-se asseada. Como não quero que esteja na minha "job description" o tópico "desinfecção de sanitas e bidés" é melhor que arranje uma empresa de limpeza. Nunca pensei que houvesse tanta esquisitice para contratar mulheres (ou homens, não me oponho) a dias. Ao que parece eles só fazem o que está no papel, e no caso, o papel não é o que fica em cima da mesa da cozinha, mas o pomposo nome "caderno de encargos". Tive de o fazer, cheio de descrições, metros quadrados, tipos de pavimentos e revestimentos e, até, diferentes níveis de limpeza (que o WC se quer mais definfectado que a mesa do pc). Uma canseira...

Contabilidade e lambidela de facturas

Ah e tal, não vais fazer contabilidade. Ui, só se não calhar. Pois é, a empresa de contabilidade está a falhar e por isso tive de refazer o seu trabalho, para ver se onde estão as falhas. Isso implica, após uma análise detalhada de milhares de facturas de táxis, centenas de capuccinos e umas boas dezenas de jantares bem aviados e regados, fazer tabelas de excel como se não houvesse amanhã, resumir a informação, pô-la toda numa moeda só e tirar conclusões. Até gostei.

Gostando ou não, sempre me tenho sentido mais activa.


PS - também fazemos traduções.

3 comentários:

Simãozinho, o Bife disse...

Epah, Ó Luisa, então tu não partilhaste com a familia C11 que tinhas um blog!?!?! Não me parece nada bem. Já vi que dominas o aprovisionamento da Sonae na Roménia. Boa sorte e diverte-te. Beijocas

Seninhos disse...

IIhhhh, estão a chegar amiguinhos!!!! Que nice!

Gipsy Queen disse...

Pois é Simãozinho, isto não é para quem quer, é só para quem pode ;)

Lulita, tenho-te a dizer que sou uma "Romenita" feliz por ter uma pessoa tão dinâmica e multifacetada a partilhar casa cmg! E digo-te mais, quando o INOV acabar vais estar preparadíssima pa fazer tudo, já pa não falar num CV pai de 10 páginas :P

PS: Adoro o teu estaminé! :)